Os melhores filmes de 2010, até agora


Agosto terminou e, passadas as férias de meio de ano, o cinema entra em um marasmo de lançamentos. Os blockbusters acabam ficando para novembro ou dezembro, enquanto os “filmes de Oscar” acabam chegando por aqui lá para fevereiro ou março do ano seguinte.

Com tudo isso, já dá para fazer um balanço do que saiu de bom nos cinemas brasileiros em 2010. Fiz, como já é costume, a seguinte pergunta no twitter: “Qual o melhor filme, lançado em 2010, que você assistiu?”. Como eu já esperava, as respostas ficaram concentradas em cerca de uma dezena de produções.

Uma das primeiras coisas que podemos reparar na lista é a total ausência de comédias estrangeiras, seja escrachada, seja romântica. Um reflexo da falta de boas ideias no gênero. Nem lembro da última vez que saí do cinema depois de dar muita risada.

Clique aqui para ver a lista final e atualizada dos Melhores Filmes de 2010

Dois filmes que, de forma diferente, tratam dos labirintos da mente humana foram o primeiro e o terceiro mais votados: A Origem, de Christopher Nolan, e A Ilha do Medo, de Martin Scorsese. Uma menção honrosa é necessária ao ator que protagonizou os dois filmes: Leonardo DiCaprio.

Destaque também para animações e filmes infantis, que foram 3 dos 11 filmes citados: Toy Story 3, Onde Vivem Os Monstros e Mary & Max estão na lista dos seguidores do @grandesfilmes.

Apenas um brasileiro foi citado: O Bem Amado, de Guel Arraes, que acabou sendo a única comédia da lista.

A Origem - O melhor preço

Confiram a lista dos melhores filmes que chegaram às telonas brasileiras em 2010, segundo os nossos seguidores do twitter:

A Origem (Inception, de Christopher Nolan) – A trama dos especialistas em roubar sonhos, que devem plantar uma ideia na cabeça de sua vítima, tomou de assalto os cinemas e as listas de discussões na internet. Recebeu nada menos que 49% dos votos. É o meu preferido também.

Toy Story 3 (Toy Story 3, de Lee Unkrich) - A última história de Woody, Buzz e sua turma aparece em segundo na enquete dos melhores do ano, com 12%. Toy Story 3 realmente me surpreendeu positivamente. Não esperava que a terceira aventura dos brinquedos do Andy fosse ser tão interessante. Vale a pena assistir.

Ilha do Medo (Shutter Island, de Martin Scorsese) – O suspense estrelado por DiCaprio e Mark Ruffalo cria um ótimo clima de tensão e foi escolhido como o melhor do ano por 10% dos seguidores.

Kick-Ass (Kick-Ass, de Matthew Vaughn) – A sangrenta e divertida adaptação da HQ homônima também recebeu 10% dos votos. O filme tem vários ótimos momentos, mas sem dúvida é a “adorável” Hit-Girl que rouba a cena.

A partir de agora, todos os filmes foram citados apenas uma vez:

Onde Vivem Os Monstros (Where The Wild Things Are, de Spike Jonze) – Baseado em um livro infantil, Onde Vivem Os Monstros traz uma bela metáfora sobre o crescimento e os medos que surgem neste doloroso processo.

Mary e Max (Mary and Max, de Adam Elliot) – Animação stop-motion que fala sobre a amizade por correspondência de uma garota australiana e um idoso americano, com todos os desencontros que esta forma de relacionamento pode gerar. Simplesmente imperdível.

O Escritor Fantasma (The Ghost Writer, de Roman Polanski) – Escritor é contratado para escrever as memórias de um ex-primeiro ministro da Inglaterra, mas logo ele se vê envolvido em uma trama que coloca sua vida em risco. O único da lista que ainda não assisti. Não perguntem por que...

Sede de Sangue (Bakjwi, de Chan-wook Park) - Um padre é infectado e morre, mas acaba voltando à vida como vampiro, depois de receber transfusão de um desconhecido. Ele passa a enfrentar uma série de dilemas morais e tem que decidir se irá sucumbir a seus instintos mais básicos: fome, ódio e paixão. Um filme de vampiros sem pasta d'água e com muito sangue.

Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland, de Tim Burton) – Alice é pedida em casamento e acaba fugindo, assustada. Sem lembrar de nada, entra novamente no País das Maravilhas, onde uma rainha megera domina a vida de todos com mão de ferro. O filme não correspondeu totalmente às expectativas, que eram muito elevadas, mas ainda assim agrada ao público com seu visual típico de Tim Burton.

O Bem Amado (O Bem Amado, de Guel Arraes) – Refilmagem da clássica novela de Dias Gomes, conta a história do coronel Odorico Paraguaçu, prefeito que quer inaugurar o cemitério construído na sua administração, a qualquer custo. Um retrato divertido de como é feita a política no Brasil.

Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (Prince of Persia: The Sands of Time, de Mike Newell) – Baseado em um jogo de videogame, talvez seja a primeira adaptação bem feita de games para o cinema. Apesar de ter algumas falhas no ritmo, o filme tem boas cenas de ação e dá para se assistir sem maiores problemas. Não é um clássico, mas cai bem para ver no final de semana.

Estes foram os 11 filmes citados pelas dezenas de seguidores que responderam à enquete. Caso você esteja em dúvida do que alugar, por esta lista já dá para ter uma base.

Faltou apenas eu dizer quais foram os filmes lançados neste ano que mais me agradaram: A Origem, Kick-Ass, A Fita Branca, Toy Story 3 e Soul Kitchen. E também não dá para esquecer Lunar, que acabou sendo lançado diretamente em DVD.

A pergunta ainda tá valendo. Deixe um comentário dizendo qual dos filmes de 2010 que você mais gostou.

Gostou do texto? Não esqueça de divulgá-lo no twitter.




Os melhores filmes de 2010, até agora é um post original do blog dos Grandes Filmes.



Grandes Filmes Autor: Grandes Filmes - @grandesfilmes

Criador e revisor do blog dos Grandes Filmes. Viciado em cinema e nerd incorrigível.
QR-Code

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo do cinema e das séries?
ASSINE GRATUITAMENTE O NOSSO FEED RSS
Add no Google Reader

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO